Mesmo sofrendo boicote pela UDM e Bolsonaro, coronel Monteiro continua firme na disputa pelo Palácio dos Leões

Comentarios

Após Jair Bolsonaro lhe trair, agora foi a vez dos caciques da União Direita Maranhese (UDM) dar um boicote na candidatura do Coronel Monteiro, dando apoio oficial a Maura Jorge que foi convidada a ser candidata do lado do presidenciável no estado do Maranhão e que confirmou na tarde de hoje (27) em Brasília.

Já não era de se surpreender após a “rasteira” e a falta de compromisso por parte de Bolsonaro e da UDM ter se saído do militar, mas o que surpreendeu mesmo foi que metade dos membros do movimento no estado resolveu ficar ao lado de Monteiro e sua candidatura continua de pé.

O Coronel agora sairá candidato ao Palácio dos Leões junto com o PHS, partido na qual não se vendeu, e pode-se ver que realmente seus lideres são pessoas de caráter e não traem seus aliados políticos.

Agora fica uma questão, se uma pessoa que não é oficialmente candidato ainda já está fazendo isso com seus aliados, imagina se ganha as eleições para presidente, o que não faria com a população.